Entenda quais são os desafios do treinamento de funcionários na área da saúde

treinamento de funcionários
6 minutos para ler

Treinamento de funcionários é algo que está diretamente ligado à qualidade no atendimento. Quando pensamos na área da saúde, podemos concluir que se trata de algo ainda mais essencial, visto que estamos lidando com um bem muito importante: a saúde das pessoas. E para fazê-lo bem, não basta desenvolver apenas as competências técnicas — o atendimento humanizado e centrado no paciente é algo que precisa fazer parte da sua rotina.

Porém, treinar funcionários nem sempre é uma tarefa fácil. Trata-se de um processo que envolve responsabilidades e uso de tecnologias. Muitos gestores hospitalares se sentem diariamente desafiados, já que é a qualidade e efetividade do treinamento que reflete no serviço oferecido e, consequentemente, na satisfação e fidelização de pacientes, um ciclo que precisa começar bem.

Para você entender melhor, listamos abaixo alguns dos principais desafios e o que fazer para superá-los. Acompanhe!

Fique atento às novas tecnologias

A cada dia surgem novos aplicativos e plataformas que buscam otimizar o trabalho nos mais diversos níveis. Para a área da saúde, não é diferente! Os prontuários em papel perderam lugar para os eletrônicos. Além disso, quase tudo pode ser feito na tela de um computador (ou celular). Na gestão, por exemplo, existem sistemas que podem integrar dados de diversos setores.

Quando falamos na parte médica, em si, nos exames de métodos gráficos, existe tecnologia que permite centralizar os exames em uma só plataforma, independente do equipamento, possibilitando a emissão de laudos à distância de uma forma mais simples, segura e precisa. E a gestão ainda consegue controlar esses exames. Com tanta novidade, é evidente que suas equipes precisam de um treinamento para cada nova ferramenta implantada.

Contudo, os treinamentos precisam ser ministrados por pessoas realmente capacitadas. Além disso, o gestor também deve entender minimamente do funcionamento de cada item para que os alinhamentos periódicos possam ser feitos em busca de uma melhoria efetiva.

Estimule o trabalho em equipe

Não subestime o poder que a tecnologia tem de aproximar equipes. Existem sistemas que contam com integração de dados, o que permite que as equipes conversem entre si. Porém, você também precisa estimular essa comunicação. O treinamento precisa resultar em algo mais que simplesmente pessoas que sabem operar um sistema informatizado.

Enfim, todos precisam entender que a tecnologia só faz sentido quando usada em favor das relações humanas. Para oferecer um atendimento humanizado ao paciente, as equipes precisam estar alinhadas entre si. O entrosamento precisa começar internamente para, consequentemente, ser externado ao público.

Como convencer a todos de que é essencial tratar bem o paciente, quando mal se cumprimenta os colegas de trabalho no dia a dia? Assim, os recursos tecnológicos jamais devem ser tomados como um motivo para distanciamento entre os colaboradores. É importante que cada um conheça seu papel e tenha consciência de que, ainda que se conte com os melhores recursos possíveis, é o fator humano que continua fazendo a diferença na utilização de tais tecnologias.

Incorpore análises e feedbacks ao seu trabalho

Como saber qual direcionamento tomar nos treinamentos se você não tem ideia do que precisa ser melhorado em suas equipes? Antes de adicionar um novo sistema tecnológico ao seu plano de trabalho, você precisa mensurar de que forma o processo está sendo realizado atualmente e qual a prioridade de realizar melhorias.

A tecnologia serve para solucionar problemas e otimizar o seu trabalho. Quer exemplos? Um sistema que permite automatizar processos aumenta a sua produtividade, uma vez que otimiza o tempo dos seus colaboradores e ainda reduz a incidência de falhas humanas e retrabalhos. Isso também significa que você conseguirá reduzir custos. E tudo isso pode acontecer a partir de escolha de uma nova ferramenta ou metodologia, que será objeto dos treinamentos oferecidos.

Outro ponto importante é desenvolver o hábito do feedback. Entender o ponto de vista dos seus colaboradores pode ajudá-lo a aprimorar suas ideias e aperfeiçoar ainda mais os conteúdos dos seus treinamentos. Lembre-se de que uma boa equipe não se constrói sozinha e você precisa entender primeiro o que precisa ser melhorado para só depois avaliar o que implantar e de que forma treinar seus colaboradores.

Determine objetivos e metas

Quando você oferece um treinamento, você tem um motivo para isso. Quer implantar uma nova tecnologia? Tem notado alguma espécie de falha recorrente em sua equipe? Vem perdendo pacientes ou recebendo reclamações no que diz respeito ao atendimento em sua clínica? Todo treinamento surge a partir de um “problema” e precisa apresentar uma solução.

O atendimento ao paciente é um dos focos mais importantes na área da saúde, já que esse é a razão de ser do estabelecimento médico. Assim, questões relacionadas à empatia e atendimento personalizado também precisam ser parte dos seus treinamentos. De qualquer forma, todo treinamento precisa de um objetivo, assim você pode mensurar se ele foi ou não efetivo.

Dessa maneira, o que seus colaboradores precisam é do aprendizado eficiente quanto a utilização das novas tecnologias implantadas. Além disso, eles devem entender de que forma essas mudanças tornarão seu trabalho mais efetivo.

As falhas precisam ser corrigidas, uma vez que também prejudicam o andamento do trabalho. Porém, nem sempre os erros podem ser atribuídos à incompetência de alguns funcionários, isso porque, muitas das vezes, eles realmente não entendem como proceder, pois faltou treinamento.

Cuide das pessoas

Muitos gestores de clínicas enfrentam o seguinte problema: depois de treinarem sua equipe, alguns colaboradores se desligam, trazendo a necessidade de novas contratações. Assim, os novatos também precisam de treinamento. Com uma alta rotatividade de pessoal, a impressão é de que nunca se conseguirá uma equipe 100% alinhada.

Nesse caso, é importante analisar a questão de forma mais profunda. Procure saber o motivo de os colaboradores estarem saindo da sua clínica. Uma vez entendido, você pode estabelecer políticas que auxiliem na manutenção da equipe, como benefícios, planos de carreira e outros facilitadores podem fazer maravilhas pelo seu quadro de funcionários.

O treinamento da equipe é uma parte importantíssima no processo de otimização de um estabelecimento de saúde. Quando são vidas que estão em pauta, não há outra alternativa se não a excelência.

E você? Tem encontrado alguma dificuldade ao treinar suas equipes? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe suas vivências conosco!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-