Saiba mais sobre a evolução dos exames cardiológicos

exames cardiológicos
8 minutos para ler

A saúde é uma das áreas mais beneficiadas com o avanço da tecnologia nos últimos anos. A medicina diagnóstica relacionada aos exames cardiológicos conquistou uma evolução tão grande que tornou-se possível fazer um diagnóstico antes mesmo que as doenças se manifestem clinicamente, aumentando as chances de tratamento.

A cardiologia é a especialidade médica responsável pelo sistema circulatório e coração dos pacientes. Com o diagnóstico precoce pode-se iniciar um tratamento rápido, com maiores chances de êxito, como ocorre no caso de Insuficiência Cardíaca Crônica, quando identificada pelo eletro ou ecocardiograma.

Quase todo médico — do psiquiatra ao cirurgião — precisa prescrever exames cardiológicos, já que as doenças cardiovasculares são as que mais causam mortes no mundo, como aponta a OPAS (Organização Pan Americana de Saúde).

Neste post, conheça um pouco mais sobre esses essas doenças e a importância da recente inovação trazida pela telemedicina com os laudos à distância. Confira!

O que são os exames cardiológicos? 

Conceitualmente, os exames podem se dividir em:

  • funcionais: verificam aspectos fisiológicos, como a atividade elétrica do coração, a força de contração, a oxigenação do músculo esquelético estriado cardíaco, danos celulares, a fração de sangue ejetado na sístole, entre outros.
  • estruturais: fazem uma medida precisa das estruturas anatômicas, como a espessura da parede ventricular, atrial e das cúspides das valvas, o volume das câmaras cardíacas, a abertura das valvas, o diâmetro dos vasos, a presença de calcificações etc. 

Como vimos, esses exames fazem parte do cotidiano de médicos de quase todas as especialidades, entre eles: os cirurgiões, clínicos generalistas, nefrologistas e os cardiologistas, esses últimos são os únicos aptos a realizar laudos completos dos exames, no contexto ambulatorial e hospitalar. 

Infelizmente, não temos tantos especialistas no país e isso dificulta o acesso aos exames cardiológicos em algumas localidades. Entretanto, a telemedicina surge para resolver esse problema, permitindo que alguns cardiologistas façam laudos à distância.

Quais são os principais exames cardiológicos disponíveis atualmente? 

Alguns exames estão disponíveis com a ajuda da telemedicina, confira os principais deles.

Eletrocardiograma 

O eletrocardiograma é o exame cardiológico mais acessível da medicina e pode estar disponível em vários contextos: hospitais, unidades básicas de saúde, clínicas de tratamento ambulatorial particulares, entre outros. Isso, porque é um aparelho simples e compacto.

Um pequeno monitor capta as informações enviadas pelos sensores posicionados na pele do paciente e fornece informações sobre a atividade elétrica no músculo cardíaco e nos eixos de condução, como o nodo sinusal e o atrioventricular. 

Assim, várias alterações podem ser percebidas, entre elas: 

  • arritmias; 
  • infartos agudos e remodelados do miocárdio; 
  • hipertrofia dos átrios e ventrículos; 
  • bloqueios de ramo etc. 

A partir disso, uma série de diagnósticos podem ser feitos para orientar o tratamento. Por essa razão, o eletrocardiograma é utilizado como rotina para o acompanhamento da função cardíaca de várias doenças, como diabetes mellitus do tipo 2, hipertensão arterial sistêmica crônica (HAS), dislipidemias, doença de Chagas e miocardites. 

Além disso, eles servem para evitar danos cardíacos por medicações cardiotóxicas. Por exemplo, no tratamento da leishmaniose visceral, em que o principal medicamento é o glucantime. Todavia ele pode agredir a musculatura do coração, sendo contraindicado para quem tem o eletro alterado. Devido à sua importância, todo médico deve saber interpretá-lo. 

Ecocardiograma 

O eletrocardiograma é o principal exame rápido para a identificação de várias doenças, mas, muitas das vezes, se ele vier alterado, é preciso outro exame para o diagnóstico completo e definitivo.

Geralmente, o próximo passo é o ecocardiograma. Ele é feito com um sensor de ultrassom e um receptor de sinal com um software adaptado para a interpretação dos parâmetros cardiológicos e hemodinâmicos. 

Com isso, pode-se obter uma série de informações estruturais e anatômicas do coração, como: 

  • diâmetro das valvas; 
  • volume das câmaras cardíacas; 
  • fração de ejeção, isto é, a comparação entre a quantidade de sangue que sai e a que fica no ventrículo esquerdo durante a sístole;
  • fração de sangue ingurgitado devido à incompetência das valvas etc. 

Esses dados são essenciais para uma série de decisões médicas. A fração de ejeção baixa indica o tratamento para insuficiência cardíaca, as informações sobre as valvas podem direcionar para o tratamento cirúrgico, a espessura das paredes mostra os danos causados pela hipertensão arterial.

Diferentemente do eletrocardiograma, somente o cardiologista está apto para interpretar as imagens de um ecocardiograma. Portanto, as outras especialidades dependem de um laudo bem feito e de medidas precisas. 

Monitorização ambulatorial da pressão arterial 

A monitorização da pressão arterial (MAPA) é um exame que tem sido cada vez mais utilizado na prática médica. À medida que a população envelhece e fica mais sedentária, a hipertensão se torna um problema significativo de saúde populacional. Grande parte das patologias visuais, cardíacas e renais tem como principal causa a HAS.

No entanto, nem sempre o diagnóstico da HAS é simples. Existem pessoas que ficam tão nervosas durante a consulta que a pressão sobe muito enquanto outras aparentam ter uma pressão normal na consulta, mas, durante a noite, a aferição sobe bastante. 

Para resolver esse problema foi inventado o MAPA. O paciente vai para a casa com um aparelho de pressão acoplado a um sensor, que registra regularmente as medidas da pressão arterial. Desse modo, o médico obtém os valores durante 24 horas completas. Assim como o eco, somente um cardiologista pode fazer um MAPA. 

Holter 

O Holter funciona de forma bem semelhante ao MAPA, mas, em vez de captar a pressão, ele capta a atividade elétrica do coração do paciente. É como se fosse um eletrocardiograma portátil para o exame de 24 horas da função cardíaca.

Ele é essencial para o diagnóstico de algumas arritmias, pois, às vezes, elas só se manifestam durante o sono ou quando o paciente está sob repouso absoluto por um tempo. Com um mapeamento de 24 horas, aumenta a probabilidade de captar alguma atividade elétrica disfuncional. Neste caso, também, o laudo só pode ser feito por um cardiologista, que também deverá ter se sub-especializado na interpretação de exames de imagem.

Como a telemedicina tem revolucionado os exames cardiológicos? 

Como alguns desses exames somente podem ser interpretados por um cardiologista especializado em imagem cardiológica, o acesso a esses profissionais pode ser muito restrito. Porém, a telemedicina tem resolvido esse problema. Afinal, o procedimento poderá ser realizado em um local e interpretado em outro espaço.

Desse modo, o laudo poderá ser feito por um médico especializado e capacitado em análise de exames cardiológicos, com ampla experiência. Assim, uma empresa focada em laudos tem uma maior capacidade de absorver esses profissionais. A NeoMED, por exemplo, só contrata médicos de alta qualidade que passam por um criterioso processo de seleção.

Ao optar um laudo realizado por telemedicina é possível conseguir laudos de excelência com um custo reduzido. Você paga por laudo e não precisa ter os gastos extras, além da garantia de agilidade, visto que há um prazo de 24 horas para que os resultados sejam liberados.

Portanto, os avanços da tecnologia para a telemedicina resultam na entrega de laudos de maneira mais ágil e feitos por profissionais qualificados. E ainda tem mais, como tudo pode ser feito à distância, essa qualidade chega a todos os cantos do Brasil.

Com esses avanços nos exames cardiológicos, o médico e o corpo clínico podem aprimorar a sua experiência constantemente, melhorando a satisfação do paciente. Além disso, os pacientes têm mais acessibilidade aos exames ao mesmo tempo em que contam com um atendimento melhor e resultados mais precisos. A telemedicina veio realmente para revolucionar a área de saúde de maneira positiva! 

Quer saber mais sobre nossos serviços de telemedicina? Entre em contato conosco

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-